segunda-feira, 14 de abril de 2014

Painel para Pascoa "Escola Vitor"

Postado Por educaipo Postado As 20:21




Painel Dia do Livro da Escola Vitor

Postado Por educaipo Postado As 20:15



sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Criança: Uma pessoa em desenvolvimento e com direitos

Postado Por educaipo Postado As 15:07

Cada criança é um ser único  que deve ser entendido, cuidado e respeitado. Da mesma forma que os adultos, as crianças tem o direito de ter garantida sua dignidade e integridade física  mental e moral.
No inicio da vida as crianças comunicam-se pelo choro. Ele é uma forma de demonstrar seus desconfortos, fome, frio, calor, dor/cólicas, cansaço e insegurança.
É importante que os pais/cuidadores procurem entender o que esta acontecendo para resolver cada situação, cuidando, conversando e protegendo com afeto. Aos poucos os pais/cuidadores vão percebendo e reconhecendo as necessidades e o jeito de ser de sua criança.
A medida que a criança cresce, é preciso que aprenda o que pode e o que não pode fazer e a identificar as situações de perigo. Por isso, os limites precisam ser ensinados com clareza e carinho. Morder, chutar e bater são comportamentos frequentes nos primeiros anos de vida e, por isso, é necessário desde cedo conversar a respeito cada vez que a criança agir de forma agressiva.
Birra e desobediência são atitudes de confronto e fazem parte do desenvolvimento da criança; no entanto, pais/cuidadores não devem ceder aos seus caprichos.
A educação das crianças requer carinho, respeito e paciência. Pra ensiná-las, você Não deve fazer com que  acriança experimente dor ou perigo como dar palmadas ou submetê-las a castigos humilhantes ou degradantes.
É muito importante respeitar a criança para que ela aprenda a respeitar os outros. Lembre-se que o exemplo é o melhor aprendizado.

"Não exija da criança mais do que ela é capaz de entender e realizar".

Fonte: caderneta da saúde da criança, ministério da saúde.    

Peixe-boi

Postado Por educaipo Postado As 14:33
O simpático peixe-boi (Trichechus manatus) existe no sul dos Estados Unidos, no oeste da África e na Austrália. Mas é no Brasil que esse mamífero esta mais ameaçado: fala-se em apenas 400 exemplares em nossa costa. É um bicho herbívoro, muito dócil, e pode podem chegar a 2,5 metros de comprimento e 500 quilos. Seu primo de água doce (Trichechus inunguis), natural da Amazônia, é o principal ingrediente da mixiria – prato típico e fácil de achar em Manaus e Belém.


fonte superinteressante

O tempo passa

Postado Por educaipo Postado As 14:28
Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é efêmera, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes.
Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos minutos e horas preciosos.
Perdemos dias, às vezes anos.
Nos calamos quando deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos ficar em silêncio.
Não damos o abraço que tanto nossa alma pede porque algo em nós impede essa aproximação.
Não damos um beijo carinhoso "porque não estamos acostumados com isso" e não dizemos que gostamos porque achamos que o outro sabe automaticamente o que sentimos.
E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os mesmos, fechados em nós. Reclamamos do que não temos, ou achamos que não temos suficiente. Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos. Nos consumimos.
E o tempo passa...
Até que, inesperadamente, acordamos e olhamos pra trás. E então nos perguntamos: e agora?!Agora, hoje, ainda é tempo de reconstruir, de dar o abraço, de dizer uma palavra carinhosa, de agradecer pelo que temos.
Nunca se é velho demais ou jovem demais para amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.
O que passou, passou. O que perdemos, perdemos.
Olhe para frente!
Ainda é tempo de agradecer pela vida, que mesmo efêmera, ainda está em nós.Pense! Ainda tem tempo!!! Não o perca mais!


recebido por e-mail

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Semana da criança da escola Vitor

Postado Por educaipo Postado As 08:46
A escola Vitor Rodrigues da Motta organizou varias atrações para a semana das crianças, jogos, brincadeiras, gincanas, experiencias, nas gincanas realizadas no clube Takeupa as equipes vencedoras receberam medalhas, foi servido também um banquete para os alunos nos dois períodos; coxinhas, risoles, bolinhos, suco e bolo.
Na sexta-feira, as atrações ficaram por conta da Secretaria Municipal de Educação que contratou uma empresa com vários brinquedos que foram montados no campo da cidade, onde as crianças puderam junto com as demais escolas do município se divertirem ainda mais no pula-pula, tobogã, jogo de basquete eletrônico, e muitos outros.

Parabéns a todos os professores e funcionários envolvidos que fizeram desta semana das crianças a melhor de todos os anos.











sábado, 14 de setembro de 2013

7 de setembro "Escola Vitor"

Postado Por educaipo Postado As 14:55
A escola Vitor Rodrigues da Motta comemorou o dia 7 de setembro com diversas apresentações, poesias, jogral, teatro, musica tudo em grande estilo, tivemos ainda a presença ilustre do Ex . Sr prefeito Valmir, seu vice Edmundo e o presidente da câmara de vereadores Juraci, juntamente com a vereadora Lucia, as apresentações iniciaram com a entoação do Hino nacional Brasileiro e o hasteamento da bandeira, em seguida a turminha da pré escola apresentou uma musica que foi aplaudida por todo o publico presente, dando seqüência as apresentações foi a vez da turma do 1º e 2º ano se apresentarem com o Jogral “independência do Brasil”, o 3º ano por sua vez apresentou 2 poesias, o 4° ano a encenação de uma história “as margens do rio Ipiranga”, e por ultimo o 5º ano com um jogral, para encerrar a comemoração foi entoado o hino a independência. Parabéns a toda a equipe pedagógica da escola Vitor, Professores, Funcionários e alunos pela belíssima apresentação que se deu neste dia.








sábado, 7 de setembro de 2013

A escola Vitor Rodrigues da Motta, localizada no bairro serra, um bairro turístico com dezenas de cavernas e diversas atrações dentre elas esportes radicais, localizada no município de Iporanga  deu inicio a 4ª conferência do meio ambiente, evento que começou com a participação de palestrantes e convidados, explicando aos alunos o que seria o projeto a ser trabalhado, em seguida formou-se através de votos dos próprios alunos a Convida (comissão do meio ambiente e qualidade de vida na escola), definiram o titulo do projeto que é “Vale da água” a comissão então arregaçou as mangas e deu inicio as primeiras ações dentro da escola confira abaixo o que nossos alunos estão desenvolvendo pensando em um planeta sustentável e uma melhor qualidade de vida das pessoas.



Abaixo a árvore dos sonhos, local onde os alunos escrevam tudo aquilo que desejam, seus sonhos,esperanças para um lugar com mais qualidade de vida livre da poluição. 


O muro das lamentações, local em que os alunos colocaram tudo aquilo que para eles estava incorreto os problemas e o que deve ser mudado com a árvore dos sonhos.



segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Vida de professor não é fácil! 2ª parte

Postado Por educaipo Postado As 16:48







recebido por e-mail
Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner

Iporanga "pequena e bonita"

Postado Por educaipo Postado As 16:26

Cidade de Iporanga, localizada no Vale do Ribeira interior de São Paulo, cidade turística com muitas belezas naturais, dentre elas cachoeiras, rios, mais de 250 cavernas catalogadas, sendo a mais conhecida a caverna de Santana, hoje tem suas reservas protegidas pelo PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira).



Iporanga é o município com o maior número de cavernas e grutas do Brasil e, possivelmente, do mundo.



Caverna Morro Preto, umas das cavernas localizadas no município de Iporanga.


Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner

Hipóteses de escrita

Postado Por educaipo Postado As 16:14
Ao invés da clássica pergunta:
Como se deve ensinar alguém a escrever?

Emilia Ferreiro e Ana Teberosky perguntaram:
Como alguém aprende a escrever?

Por acreditarem que a criança busca a aprendizagem na medida em que constrói o raciocínio lógico e que o processo evolutivo de aprender a ler e escrever passa por níveis que revelam as hipóteses formadas pela criança, Emilia Ferreiro e Ana Teberosky definiram, em sua obra Psicogênese da língua escrita, cinco níveis:

- Hipótese pré – Silábica;
- Hipótese Silábica sem valor sonoro;
 - Hipótese Silábica com valor sonoro;
 - Hipótese Silábica Alfabética;
 - Hipótese Alfabética.


Hipótese Pré – Silábica

A criança:
- Não estabelece vinculo entre fala e escrita;
 - Demonstra intenção de escrever através de traçado linear;
 - Usa letras do próprio nome ou letras e números na mesma palavra;
- Tem leitura global, individual e instável do que escreve.


Observe exemplo de escrita Pré – silábica:



Hipótese silábico sem valor sonoro


A criança:
 - Começa a ter consciência de que existe relação entre pronuncia e a escrita;
 - Começa a desvincular a escrita das imagens e os números das letras;
 - Conserva as hipóteses da quantidade mínima e da variedade de caracteres;
 - Relaciona a escrita e a fala, para cada vez que pronuncia uma sílaba, ela escreve uma letra, porém essa letra (grafema) não tem relação com o som (fonema). Exemplo : XLH (cavalo);


Observe exemplo de escrita silábica sem valor sonoro:


Hipótese silábica com valor sonoro



A criança:
- Já supõe que a escrita representa a fala;
- Tenta fonetizar a escrita e dar valor sonoro às letras;
- Já supõe que a menor unidade da língua seja a sílaba;
- A criança usa uam letra para cada vez que pronuncia uma sílaba, mas desta vez faz relação com o fonema (som). Exemplo :
CVL, CVO, AAO ou AVL (cavalo).


Observe exemplo de escrita silábica com valor sonoro:


Hipótese silábico alfabética


Esta é a hipótese intermediária em que a criança ora escreve silábicamente, ora alfabéticamente, ou seja, mistura a lógica da fase anterior com a identificação de algumas sílabas. Exemplo: escreve SAPT – sapato.

A criança:
- Compreende que a escrita tem função social;
- Compreende o modo de construção do código da escrita;
- Não tem problemas de escrita no que se refere a conceito;

Segue exemplo de escrita silábica alfabética:



  Hipótese alfabética


A criança domina, enfim, o código escrito, distinguindo letras, sílabas, palavras e frases.
 - Compreende que a escrita tem função social;
- Compreende o modo de construção do código da escrita;
- Omite letras quando mistura as hipóteses alfabética e silábica;
- Não tem problemas de escrita no que se refere a conceito;
- Não é ortográfica e nem léxica.


Segue exemplo de escrita alfabética:







Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner

sábado, 6 de julho de 2013

Vida de professor não é fácil! 1ª parte

Postado Por educaipo Postado As 20:37


Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner

sábado, 22 de junho de 2013

Biografia de Rubem Alves

Postado Por educaipo Postado As 14:48


Nascido no dia 15 de setembro de 1933 em Dores da Boa Esperança, uma pequena cidade do sul do estado de Minas Gerais, Rubem Alves, educado no seio de uma família protestante, muito cedo teve de se confrontar com a sua diferença. O destino inscrito na sua diferença leva-o, depois do Ginásio, a estudar teologia no seminário Presbiteriano do Sul, um dos mais conhecidos seminários evangélicos da América Latina.
Pedagogo, poeta e filósofo de todas as horas, cronista do cotidiano, contador de estórias, ensaísta, teólogo, acadêmico, autor de livros para crianças, psicanalista, Rubem Alves é um dos intelectuais mais famosos e respeitados do Brasil.
Concluído o seminário, torna-se pastor de uma comunidade presbiteriana no interior de Minas e casa com Lídia Nopper, com quem teve três filhos, Sérgio, Marcos e Raquel. Depressa, porém, o pastor tomou consciência de que a sua ousadia evangélica o levava para terrenos difíceis.

"Eu achava que religião não era para garantir o céu, depois da morte, mas para tornar esse mundo melhor, enquanto estamos vivos. Claro que minhas ideias foram recebidas com desconfiança..."

Em 1963, viaja para Nova York para fazer uma pós-graduação. É aí que o Golpe Militar de 31 de março de 1964 o surpreende, nas vésperas de conclusão do mestrado. Defendida a tese ("A theological interpretation of the meaning of the Revolution in Brazil"), regressa à sua paróquia, em Lavras, onde deixara mulher e filhos.
Neste período viveu sob o medo intenso da Ditadura Militar. Acusado de ser subversivo, foi listado injustamente entre pastores procurados pelos militares. Era o preço de pensar de forma não ortodoxa. Viveu o cansaço da tensão.
O exílio dura até 1968. Doutorado, volta ao Brasil para se despedir da Igreja Presbiteriana e experimentar o desemprego. Em 1969, uma Faculdade do interior (a Faculdade de Filosofia de Rio Claro) acolhe-o. Aí permaneceu até 1974, ano em que finalmente ingressa no Instituto de Filosofia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde fez a maior parte da sua carreira acadêmica até se aposentar nos primórdios da década de 1990.
Autor de uma vastíssima obra (a sua bibliografia conta já mais de 120 títulos), Rubem Alves é um dos escritores mais célebres da língua portuguesa.
Em 1984 iniciou o curso para formação em Psicanálise. Teve sua clínica até 2004. Seu contato com os pacientes incrementou seu conteúdo que, transformados em palavras, compuseram diversas de suas crônicas sobre o cotidiano.

Dos vários livros que Rubem Alves publicou, vale a pena destacar “O que é religião”? (filosofia e religião), “A volta do pássaro encantado”, “O patinho que não aprendeu a voar” (livro infantil) “Variações sobre a vida e a morte” (teologia) e “Filosofia da Ciência” (filosofia e conhecimento científico).

"Eu não tenho medo de morrer... Só tenho pena. A vida é tão boa..." (Rubem Alves)


Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner